Aqui querem-se coisas simples como o Sal e a Pimenta, mas que fazem toda a diferença. Só não convém abusar na dose...

10/07/2007

A vida só se vive duas vezes...dizem agora.







A Second Life parece estar na moda.


Já há um número crescente de gente de várias partes do mundo a viverem aí uma segunda vida.



Trata-se de um mundo virtual em 3-D completamente construído e que fica da posse dos seus residentes.



Cada um cria o seu Avatar, inventa-o, modifica-o, compra-lhe bens tais como uma nova roupa, uma nova pele, um terreno, etc.



E não é mesmo um jogo tradicional. Cada avatar interage com os outros que existirem na Second Life.



Portanto por trás de cada um está uma pessoa do mundo real mas que aí pode ser quem quizer.


São milhares de computadores em todo o mundo a suportarem este funcionamento 24h por dia.


Por exemplo se uma árvore da Second Life morrer e cair, tanto faz que o utilizador real esteja ligado, como não. A vida continua.



E há quem já ganhe bom dinheiro aí, porque se podem trocar USD pela moeda desse mundo, o Linden.



E há outros residentes - investigadores que fazem simulações do tipo: criam dois conjuntos iguais do mesmo mundo; depois alteram um único parâmetro num dos modelos (por exemplo o rendimento disponível) e acompanham os diferentes desenvolvimentos daí decorrentes...



Já sabíamos que as tecnologias da internet e dos computadores permitiam uma evolução exponencial de novos conceitos. Mas é impressionante, incrível, virtual!



A usar por quem tiver fôlego para uma segunda vida!

1 comentário:

Joao Manuel disse...

Para mim o «Second Life» é uma perca de tempo. Interessa viver a vida bem vivida no «mundo real», dia a dia. Como diziam os romanos, goza o teu dia.

Um abraço

João Querido