Aqui querem-se coisas simples como o Sal e a Pimenta, mas que fazem toda a diferença. Só não convém abusar na dose...

17/06/2007

O caixote do lixo não é um desintegrador mágico!



Conheço doutorados, licenciados, gente com a 4ª classe. E ainda não vejo muitos deles a fazerem uma separação do lixo doméstico!

Vai tudo para o caixote do lixo. E as quantidades produzidas são enormes. Até parece que o contentor do lixo é um desintegrador automático...

E lêm jornais, revistas, vêm TV.

Então não é do grau de escolaridade nem da falta de informação...

Conheço escolas até bem classificadas a nível nacional em termos das médias que os seus alunos conseguem obter nos exames nacionais e que não fazem a separação dos lixos nos bares da escola. Então os responsáveis das escolas não estão ainda convencidos. Se não estão, como podem ensinar?

As empresas vão aderindo até porque os licenciamentos e a fiscalização vão obrigando nesse sentido.
Dá mais trabalho? Dá!
Custa assim tanto? Não!


Então qual é o porquê?

Porque será que as pessoas têm tanta dificuldade em aderir?
Por comodidade?
Por falta de respeito com as gerações futuras?
Por acharem que não vão fazer a diferença?

Por favor, há que pensar global e agir local!

2 comentários:

Anónimo disse...

E quem disse que separar o lixo e a melhor opcao? Isso e outra ideia do politicamente correcto que toda a malta aceitou sem perguntar se de facto compensa. Recomendo apenas que veja este video:

http://video.google.com/videoplay?docid=7734998370503499886&pr=goog-sl&hl=en-CA

E depois diga-me se mudou de ideias ou nao. Cumprimentos.

sneves disse...

Sorry, não consigo através do link chegar ao vídeo...
Mas estou curioso para ver a argumentação contra. Sabe alguma palavra-chave que facilite encontrar este vídeo na net?